Curso

Criado pela resolução nº. 8/66 do Conselho Universitário, o curso de graduação em Engenharia Mecânica existe oficialmente desde 1975 e obedece plenamente ao disposto nas Resoluções 48/76 (currículo mínimo dos cursos de Engenharia) e 218/73 e todos os profissionais graduados pela UFES em Engenharia Mecânica estão habilitados a exercer as atividades previstas no artigo 12o dessa resolução do CONFEA (creaes.org.br). Até o presente momento, o Curso de Engenharia Mecânica da UFES formou mais de 1700 engenheiros mecânicos.

Abaixo seguem os objetivos do curso e as características do engenheiro formado:

Objetivos do curso:

  • Incentivar as práticas de estudo independentes, as atividades de pesquisa e a atualização permanente por parte dos discentes;
  • Permitir a incorporação ao currículo do aproveitamento de competências adquiridas fora do ambiente escolar strictu sensu com atividades complementares;
  • Propiciar uma maior integração entre o ciclo básico e o ciclo profissional, distribuindo otimizadamente dentro da estrutura curricular as unidades curriculares de formação básica e de formação específica, e resolvendo os problemas existentes na atual estrutura curricular do curso, principalmente no que diz respeito à superposição e à ausência de conteúdos;
  •  Permitir a incorporação de temas transversais que desenvolvam habilidades e competências relacionadas à ética, segurança do trabalho, meio-ambiente, metodologia científica e empreendedorismo;
  • Propiciar uma sólida formação geral;
  • Incentivar a flexibilização curricular;
  • Incentivar a interdisciplinaridade;
  • Definir os conteúdos programáticos e bibliografia de todas as unidades curriculares do curso, buscando também expressar as habilidades e competências a serem desenvolvidas;
  • Formar um profissional altamente qualificado, para atuação nas áreas do campo de engenharia mecânica, descritas no item x.y do presente texto;
  • Formar um profissional que possa atender o mercado de imediato, mas que tenha capacidade para, rapidamente, entender e desenvolver novas tecnologias;
  • Proporcionar aos seus alunos condições adequadas para que adquiram uma forte formação básica nos primeiros anos de curso;
  • Proporcionar aos seus alunos meios adequados para que, além da formação básica do item anterior, possam tornar-se especialistas em suas áreas de interesse;
  • Proporcionar aos alunos o contato direto com as áreas de atuação do engenheiro, através de atividades de extensão, como visitas, estágios e atividades de iniciação científica, para que tenha maior conhecimento da realidade do setor;
  • Desenvolver em seus alunos a capacidade de trabalho independente, com uma atitude pró-ativa e que deste modo também seja apto a integrar equipes multidisciplinares de trabalho;
  • Proporcionar uma atmosfera acadêmica saudável, construtiva e de companheirismo, nas diversas salas de aula e nos diversos laboratórios, para que o aluno tenha condições de progredir de forma ampla em todos os aspectos de sua formação, seja através dos conteúdos de suas disciplinas, seja através dos ensinamentos e dos exemplos representados pelos professores, seja através da convivência com seus colegas de diferentes níveis em laboratórios e grupos de pesquisa e, de um modo mais geral, através da participação em atividades promovidas na universidade, fora do âmbito de seu curso.

Habilidades e competências
O Engenheiro Mecânico deverá possuir as competências e habilidades usuais do profissional de Engenharia, segundo a resolução CNE/CES 11, de 11 de Março de 2002 o Engeheiro mecânico terá capacidade de:

  • aplicar conhecimentos matemáticos, científicos, tecnológicos e instrumentais na resolução de problemas de engenharia;
  • projetar e conduzir experimentos e interpretar resultados;
  • conceber, projetar e analisar sistemas, produtos e processos;
  • planejar, supervisionar e coordenar projetos e serviços de engenharia;
  • identificação, formulação e avaliação de problemas de engenharia e de concepção de soluções;
  • desenvolver e/ou utilizar novas ferramentas e técnicas;
  • supervisionar a operação e manutenção de sistemas;
  • valiar criticamente a operação e a manutenção de sistemas;
  •  comunicar-se eficiente e sinteticamente por escrito, oral e graficamente;
  • atuar em equipes multi-disciplinares;
  • compreender e aplicar a ética e responsabilidade profissionais;
  • avaliar o impacto das atividades da engenharia no contexto social e ambiental;
  • avaliar a viabilidade econômica de projetos de engenharia;
  • assumir a postura de permanente busca de atualização profissional

Atuação:

O profissional egresso do Curso de Graduação em Engenharia Mecânica da UFES tem atuação em áreas diversas do campo de trabalho de Engenharia Mecânica no Espírito Santo e Brasil, seguindo cursos de pós-graduação, para se tornar docente em diversas instituições ou seguindo a carreira profissional em empresas diversas, atuando diretamente no chamado chão de fábrica ou galgando postos da direção superior das empresas. Tem se destacado também como um importante empreendedor na economia capixaba e nacional. O caráter social de sua função é vivamente destacado pela sua grande presença na indústria capixaba e nacional, gerando desenvolvimento, riquezas e empregos para a sociedade.

O engenheiro mecânico desenvolve, além de outras habilitações, as seguintes atividades:

  • Seleção de materiais, métodos e processos, levando em conta aspectos técnicos, éticos, sociais e ambientais;
  • Aplicação de princípios científicos e de conhecimentos tecnológicos na solução de problemas de Engenharia Mecânica;
  • Desenvolvimento de um raciocínio espacial, lógico, matemático e mecânico;
  • Interpretação de desenhos e gráficos;
  • Construção de modelos físicos e matemáticos; • Utilização de técnicas e ferramentas adequadas para exercício da prática de Engenharia Mecânica;
  • Planejamento e análise de custos com visão gerencial;
  • Desenvolvimento de um espirito empreendedor e de capacidade de trabalho em grupo;
  • Desenvolvimento de técnicas de auto aprendizado para um aperfeiçoamento continuo;
  • Desenvolvimento de suas expressões oral e escrita, com o conhecimento de línguas estrangeiras;
  • Administração de recursos.

Perfil Profissional:

O DEM detectou em suas análises os seguintes vetores positivos do curso, os quais devem ser preservados, incentivados e ampliados:

  • Os alunos são bem aceitos no mercado de trabalho em função de sua adaptabilidade técnica;
  • O curso é reconhecido pela sociedade, resultado de um trabalho de mais de 3 décadas de investimentos em pesquisa e extensão;
  • Tem-se uma grande interação com a indústria e, conseqüentemente, com os problemas de engenharia. Isto coloca o aluno mais perto do campo de sua profissão;
  • Aumentar a participação dos alunos na pesquisa através dos laboratórios. Esta complementaridade auxilia, de forma fantástica, a formação;
  • O corpo docente é fortemente vinculado à pesquisa e à pós-graduação, o que garante a atualização e modernidade das unidades curriculares do curso. 

 

Documentos relacionados:

Transparência Pública
Acesso à informação
Reuni

© 2013 Universidade Federal do Espírito Santo. Todos os direitos reservados.
Av. Fernando Ferrari, 514 - Goiabeiras, Vitória - ES | CEP 29075-910